quinta-feira, 23 de março de 2017

Oficina de Criação - Recursos Pedagógicos

O serviço de Material Pedagógico Adaptado da Fundação Catarinense de Educação Especial - FCEE tem por objetivo criar, adequar e produzir recursos pedagógicos contribuindo assim na diminuição das barreiras que dificultam o acesso ao conhecimento e inclusão social das pessoas com deficiência.
Na intenção de ampliar os recursos que facilitem o processo de apropriação de conhecimento e inclusão das pessoas com deficiência, o CETEP vem oferecendo oficinas de criação para produzir recursos pedagógicos de baixo custo. Colaborando assim, com as escolas que possuem o Atendimento Educacional Especializado - AEE e instituições conveniadas com a FCEE. Este curso pretende abordar dentro do contexto educacional práticas pedagógicas inclusivas como recursos e estratégias para qualificar as ações inovadoras e consequentemente difundir uma reflexão critica e ações para eliminar as barreiras e ofertar a plena participação da pessoa com deficiência no ambiente escolar e fora dele.



Com o objetivo de instigar nos profissionais da educação a necessidade de planejar, elaborar e executar recursos pedagógicos direcionados ao desenvolvimento das funções mentais, tivemos a primeira edição do curso nos dias 23 e 24 de março de 2017 em Tubarão.



As profissionais do CETEP, Carla Lygia Pandolfo Perin, Mirian Kátia de Liz Beal e Simone Marcelino Rodrigues,  ministraram a  Oficina de Criação - Recursos Pedagógicos, para 30 profissionais da educação

  














quarta-feira, 22 de março de 2017




Profissionais do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) participaram esta semana, nos dias 14 e 15 de março, juntamente com profissionais dos NTEs de todo o Estado, da formação continuada “Aprendendo e Ensinando com as Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação”. O curso, promovido pela Secretaria de Estado da Educação (SED) em parceria com o Centro de Inovação para Educação Brasileira (CIEB), abordou o uso de aplicativos educacionais na sala de aula, o ensino híbrido, as plataformas Estudante e Professor Online, e construção de novos métodos de ensino. 

O encontro, que foi ministrado no hotel Golden Executive, em Florianópolis, contou com a participação da coordenadora do NTE da FCEE, Márcia Martins, e a multiplicadora Simone Marcelino Rodrigues. O objetivo da capacitação foi incentivar a utilização de novas tecnologias de Ensino Personalizado, além de propor soluções para melhoria do ensino tecnológico a partir da realidade escolar.

Segundo a coordenadora do curso e gerente de Tecnologias Educacionais e Inovação da SED, Mônica Renneberg da Silva, o ensino personalizado é compreendido como o emprego de diferentes estratégias que visam promover o desenvolvimento integral dos estudantes. “As tecnologias digitais permitem metodologias de ensino cada vez mais individualizadas, respeitando os interesses, dificuldades e facilidades de cada um”, enfatiza.

O curso será articulado de forma presencial e online por meio das plataformas e-Proinfo e contará com a participação de mais de 100 profissionais de todo o Estado.

O Centro de Inovação para Educação Brasileira (CIEB) parceiro da iniciativa, além de participar da criação e planejamento do curso, ministrará palestras citando novas metodologias educacionais. A instituição atua em outros estados brasileiros e até internacionalmente com ações que buscam impulsionar o sistema de ensino por meio da inovação e tecnologia na educação.
Fonte: fcee.sc.gov.br

Participação no Colóquio Franco-Latinoamericano de Pesquisa Sobre Deficiência.

     Nos dias 9, 10 e 11 de março de 2017 Ana Carolina Savall e Simone Marcelino Rodrigues participaram da terceira edição do Colóquio Franco-Latinoamericano de Pesquisa Sobre Deficiência, que ocorreu na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, na Pontifícia Universidade Católica.
      As pesquisadoras foram representar a FCEE e apresentar quatro trabalhos (pesquisa, produção técnica e relato de experiencia)  desenvolvidas pelo Centro de Tecnologia Assistiva – CETEP coordenado por Márcia Cristina Martins - no formato de poster, tendo como tipo de comunicação a prática profissional e a descrição de experiência. 
  • Recursos Pedagógicos Adaptados: atualização do catálogo de materiais pedagógicos adaptados da Fundação Catarinense de Educação Especial
  • Aprimoramento do Serviço de Tecnologia Assistisva de uma instituição pública de referência: proposta de pesquisa científica.
  • Aprimoramento do Serviço de Tecnologia Assistisva de uma instituição pública de referência: relato de experiência.
  • A utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação - TIDs, pelas pessoas com deficiência da FCEE, relato de experiência. 
Ana Carolina Savall representou no colóquio as pesquisadoras Aline Mendes, Camila Meurer Jacob, Maria Fernanda Panucci e Sandra da Silva.

Simone Marcelino Rodrigues representou as pesquisadoras e colaboradoras da produção técnica (Carla Lygia Pandolfo Perin, Camila Meurer Jacob, Giseli Fernandes de Lara, Mirian Kátia de Liz Beal, Andrea Aparecida Gaido kobayashe, Renita Arilta Schmitt, Danielly Maia Ventura Martins, Solange Kretschmann e Sandra Regina Clemente Dalzotto) e o relato de experiência (Sérgio de Castro, Camila Meurer Jacob, Márcia Cristina Martins)






Por: Camila Meurer Jacob
Pedagoga - CETEP/FCEE

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

seminário


II Seminário de Tecnologia Assistiva e Educacional da FCEE


Nos dias 20 e 21 de novembro foi realizado no auditório da Fundação Catarinense de Educação Especial, o II Seminário de Tecnologia Assistiva e Educacional da FCEE, promovido pelo CETEP.
O evento contou com a presença de mais de 80 profissionais envolvidos com educação, habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência, no Estado de santa Catarina.  




As Ministrantes, Ariana Chagas, com a temática, Tecnologia Educacional e Gabriela Cordeiro Correa Nascimento, com a Tecnologia Assistiva,  transformaram esses dois dias de encontro em um momento único, de troca de experiências e ampliação dos conhecimentos dos profissionais que participaram do Seminário. 
Acreditamos que o objetivo, "Discutir a importância do uso das tecnologias como ferramenta que contribuam para a inovação, utilizando dos recursos pedagógicos e reabilitatórios com vista a inclusão escolar e social";  proposto pelos profissionais do CETEP durante a idealização deste evento foi alcançado.


Gabriela Cordeiro Correa Nascimento
Ariana Chagas




terça-feira, 8 de novembro de 2016

Serviço de Pesquisa e Produção de Equipamentos e Acessórios Adaptados




Nesta semana foram produzidos pelo profissional do CETEP que atua na marcenaria, materiais que servirão de base para futuras criações artísticas dos usuários que frequentam o Centro de Educação e Trabalho - CENET.




       










  

As parcerias continuam!

 
   As Parcerias continuam!



  





A parceria entre CENET e CETEP, continua rendendo frutos, Wagner o marceneiro do CETEP, acabou de produzir o material para ser decorado pelos aprendizes do SAE - Serviço de Atendimento Especifico, da Oficina de Costura e Artes Aplicadas do CENET. 


E é  na mão dos aprendizes que  a madeira ganha  cor e brilho....




Esse trabalho em equipe rende frutos cada dia mais



A dedicação e o esforço  deles junto com os  Professores, dão vida para estes objetos.







    Esta,  é apenas uma amostra de que a criatividades e as parcerias, são ótimas aliadas da criatividade, bom gosto e habilidade dos usuários e seus professores.


CENER/CETEP


Recurso Pedagógico

A pedagoga do CENER Solange Kretschmann, idealizou e planejou a confecção de um tabuleiro vertical denominado "casa na árvore", que será utilizado com as crianças com paralisia cerebral atendidas no respectivo centro. Para a confecção se concretizar ela teve o apoio da costureira do Material Pedagógico/CETEP, Renita Arilda Schmitt.  

Foto 2: Alguns dos materiais que estão expostos em nosso estande. Matrizes confeccionadas em relevo, máquina Perkins, sorobã, cópia em thermoform, reglete, lupas, óculos, livros ampliados, entre outros objetos.
"CASA NA ÁRVORE"






segunda-feira, 20 de junho de 2016

Curso - Operações Mentais e Funções Cognitivas. O Uso de Jogos no Processo de Aprendizagem.

As professoras Carla Ligya Pandolfo Perin e Simone Marcelino Rodrigues, ambas do Centro de Tecnologia Assistiva da FCEE, participaram do curso Operações Mentais e Funções Cognitivas – o uso dos jogos no processo de aprendizagem, com carga horária de 50 horas/aula.
O curso ocorreu no período de 06 a 10 de junho e foi ministrado no Centro de Desenvolvimento Cognitivo do Paraná, na cidade de Curitiba. Os ministrantes David Sasson e Márcia Macionk oportunizaram a troca de conhecimentos e a reelaboração de conceitos essenciais para impulsionar o desenvolvimento da aprendizagem humana.
            O curso abordou a teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural de Reuven Feuerstein, que denomina os componentes do processo de pensamento como sendo Funções Cognitivas e Operações Mentais. “Quando o sujeito pensa, ele mobiliza e ativa em sua mente uma série de funções cognitivas e, em seguida, várias operações mentais que o ajudam a compreender diferentes fenômenos e solucionar problemas variados. Para promover o potencial do aprendiz e auxiliar indivíduos com dificuldades de aprendizagem, é indispensável tornar-se ciente das várias funções cognitivas e operações mentais, denominando e analisando cada componente do processo de pensamento. Quanto mais o indivíduo for consciente da disponibilidade destes componentes do processo mental, mais eficiente ele será na mobilização e na administração destes recursos, levando-o ao desenvolvimento da metacognição e da sua autonomia”. (CDCP, 2016).
Destacamos a importância do curso para o Centro de Tecnologia Assistiva, pois essas professoras estão desenvolvendo juntamente com outros membros do CETEP, CENAP, CENER e CAP, uma produção técnica intitulada “Atualização dos materiais pedagógicos confeccionados no Serviço de Produção de Material Pedagógico Adaptado, destinado a alunos matriculados na rede regular de ensino e nas instituições especializadas de Santa Catarina que frequentam os SAEDEs”.
Sobre os Docentes:
DAVID SASSON (Israel) - Renomado consultor em Aprendizagem, Especialista em Educação Cognitiva, Aprendizagem Mediada e Avaliação Dinâmica em Israel, Europa, América do Norte e do Sul; Colaborador do Dr. Reuven Feuerstein em Jerusalém, por 24 anos. Diretor da INsights - Reflective Thinking Systems em Israel.

MARCIA MACIONK – Pedagoga com 25 anos de experiência na Educação Pública e Privada, ex-consultora da SEED e Docente em cursos de capacitação na área da Aprendizagem e da Avaliação. Diretora do Centro de Desenvolvimento Cognitivo do Paraná.



Formação de Tutores 04


No dia 10 de Junho de 2016, aconteceu no Centro de Tecnologia Assistiva da FCEE, o encontro presencial do curso Formação de Tutores – turma 04. Esta foi à quarta edição deste curso, formando mais de 50 servidores da FCEE.
O conceito de Educação a Distância no Brasil é definido oficialmente no Decreto nº 5.622 de 19 de dezembro de 2005. (BRASIL, 2005). “Art. 1º Para os fins deste Decreto, caracteriza-se a Educação a Distância como modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem ocorre com a utilização de meios e tecnologias de informação e comunicação com estudantes e professores desenvolvendo atividades educativas em lugares ou tempos diversos.”
A FCEE tem como missão fomentar, produzir e difundir o conhecimento científico e tecnológico referente à educação especial. Nosso objetivo com essa formação utilizando essa modalidade é difundir esse conhecimento através do Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA), estando em vários Municípios do Estado de Santa Catarina, em tempo real e em espaços diferentes, relata a coordenadora do CETEP.
Para que essa formação ocorra, dentro dos conceitos da EAD é necessário que os servidores sejam capacitados em termos pedagógicos e tecnológicos, para entender e as diversas possibilidades da Educação a Distância.









quinta-feira, 12 de maio de 2016

Serviço de Material Pedagógico Adaptado



No mês de Abril de 2016 foi aprovado a produção técnica do Serviço de Material Pedagógico
 Adaptado. 
O  objetivo dessa produção técnica é,  Aprimorar o Serviço de Produção de Material Pedagógico Adaptado,  para que o mesmo possa proporcionar e facilitar a aprendizagem de conceitos e o desenvolvimento de habilidades de alunos matriculados na rede regular de ensino e instituições especializadas conveniadas com a FCEE, nos espaços dos SAEDE´s.